O silêncio daqueles que vencem as guerras

E-Book R$45,99
Livro físico R$55,00
Favoritar
Favoritar
Trecho do livro

Marco Severo nos traz sua primeira obra de realismo mágico, mostrando sua inventividade e habilidade para mover sua câmera para qualquer espaço e nos entregar uma literatura potente, questionadora e também auspiciosa; revelando, através de seus múltiplos olhares para o emaranhado de que somos feitos, que é também essa diversidade que nos compõe o que nos torna quem somos.

Pré-venda

O livro será enviado a partir do dia 31 de outubro de 2021.

Dados técnicos

Título: O silêncio daqueles que vencem as guerras
Autor: Marco Severo
ISBN: 978-65-5681-089-8
Edição: 1ª
Dimensões: 14×21 cm
Páginas: 272
Gênero: Contos
Ano: 2021

Sobre o livro

Prepare-se para conhecer Henakandaya, a cidade mítica criada por Marco Severo. Desde sua fundação por Elias Carcará, em 1820, e ao longo de mais 300 anos, o leitor adentrará um lugar como nenhum outro: Henakandaya tem suas próprias vontades, faz acontecer e desacontecer ao longo do tempo, alterando o rumo de seus moradores e de si mesma, transformando em lenda quem quer que atravesse sua História.

Ao longo de 19 contos, todos independentes uns dos outros mas unidos pelo fio condutor da passagem do tempo, que faz Henakandaya deixar de ser uma pequena vila para se tornar uma cidade com milhares de habitantes, Marco Severo nos apresenta um personagem único, que nos agarra com seus braços capazes.

Ao criar uma cidade onde eventos inesperados ocorrem, arrastando homens e mulheres para o centro de agitações e turbulências, Severo nos leva ao universo de escritores como Gabriel García Márquez, Juan Rulfo, Julio Cortázar, José J. Veiga, Murilo Rubião e Lygia Fagundes Telles, em que o realismo mágico se faz presente, atuando como personagem modificador de destinos que são, em última instância, reflexo dos caminhos que escolhemos e da impossibilidade de termos as rédeas da situação em todas as trilhas que nos vemos percorrer – e essa impossibilidade é, afinal, a grande característica humana.

Depois de publicar livros em que os personagens precisavam lidar com a realidade bem diante de si, Marco Severo nos traz sua primeira obra de realismo mágico, mostrando sua inventividade e habilidade para mover sua câmera para qualquer espaço e nos entregar uma literatura potente, questionadora e também auspiciosa; revelando, através de seus múltiplos olhares para o emaranhado de que somos feitos, que é também essa diversidade que nos compõe o que nos torna quem somos.

Sobre o autor Marco Severo

É professor formado em Letras/Inglês pela Universidade Federal do Ceará. Tem contos publicados no Brasil e no exterior. Colabora com diversos sites voltados para literatura. É também professor e orientador de alunos de Escrita Criativa. Antes desse livro publicou Os escritores que eu matei (2015, crônicas), Todo naufrágio é também um lugar de chegada (2016) e Cada forma de ausência é o retrato de uma solidão (2017), ambos de contos e Coisas que acontecem se você estiver vivo (2018, crônicas); retornou ao conto em Se eu te amasse, estas são as coisas que eu te diria (2019) e em 2020 publicou sua primeira novela, Um dos nomes inventados para o amor. Pode ser contactado através do seu site: www.marcosevero.com.br

Você também pode gostar de…