Fatal Error

Livro físico R$50,00
Favoritar
Favoritar
Trecho do livro

[…] Fatal error não traz em suas páginas o teor por vezes lúgubre de Black Mirror. A obra de Michel de Oliveira consegue evocar, em cada um de seus contos, a urgência dos nossos tempos e a dimensão do que nos espera, mas sem perder o humor. E isso, sabemos, ainda é mais forte do que qualquer algoritmo.

Marco Severo

Dados técnicos

Título: Fatal Error
Autor: Michel de Oliveira
ISBN: 978-65-5681-086-7
Edição: 1ª
Dimensões: 14×21 cm
Páginas: 144
Gênero: Contos
Ano: 2021

Sobre o livro

A força da boa literatura reside no fato de que ela nos desnuda, evidenciando e desnovelando as diversas camadas de nossos dilemas e questões, em qualquer tempo. Fatal error, para além de colocar sob os holofotes a essência do comportamento humano, revelando-nos, o faz de maneira que permite ao leitor vislumbrar o agora e os tempos que virão, dando a possibilidade de compreender um mundo em que – aparentemente – ainda não se vive, mas que já está em curso, com a tecnologia avançando sobre nossas vidas de maneira desmesurada, incompreensível e avassaladora.

Os personagens de Michel de Oliveira são homens e mulheres comuns, buscando resolver (ou pelo menos compreender) seus dilemas e encontrar soluções para problemas cotidianos que, transformados em obsessões pessoais, se tornam o inferno particular de cada um – isso não soa familiar? O que já não é pouco alia-se a um movimento constante em que smartphones, computadores, tecnologias de reprodução, mapeamento genético e todo um universo de pesquisa no Google, wi-fi e arrobas tornam-se protagonistas nas narrativas de vidas humanas, evidenciando que chegamos a um ponto de não retorno: estamos intrinsecamente ligados às tecnologias, e nenhum de nós conseguirá escapar do algoritmo que parece saber de nós mais do que nós mesmos.

No entanto, Fatal error não traz em suas páginas o teor por vezes lúgubre de Black Mirror. A obra de Michel de Oliveira consegue evocar, em cada um de seus contos, a urgência dos nossos tempos e a dimensão do que nos espera, mas sem perder o humor. E isso, sabemos, ainda é mais forte do que qualquer algoritmo.

Marco Severo

Sobre o autor Michel de Oliveira

Michel de Oliveira (@micheldoliveira) é natural de Tobias Barreto, Sergipe. Escritor, fotógrafo, artista visual, jornalista e doutor em Comunicação e Informação pela UFRGS. Autor de O amor são tontas coisas (Moinhos, 2021), O sagrado coração do homem (Moinhos, 2018), Cólicas, câimbras e outras dores (Oito e Meio, 2017) e do livro de não ficção Saudades eternas: fotografia entre a morte e a sobrevida (Eduel, 2018); participou das antologias Como tudo começou: a história e 35 histórias dos 35 anos da Oficina de Criação Literária da PUCRS (ediPUCRS, 2020) e Qualquer ontem (Bestiário, 2019).

Você também pode gostar de…